O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), confirmou que não vai comparecer à CPI da Covid no Senado nesta quinta-feira (10). A informação é do R7.

No fim da noite desta quarta, a ministra Rosa Weber, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu habeas corpus garantindo ao executivo o direito de não prestar depoimento aos senadores ou, caso decidisse ir à reunião da comissão, ficar em silêncio.

A CPI começaria a investigação sobre desvios de verbas federais por governadores e estados durante a pandemia. Wilson Lima seria o primeiro chefe do Executivo a comparecer no colegiado entre os nove convocados, que já se articularam e judicializaram a questão no STF (Supremo Tribunal Federal).

O governador havia entrado com ação individual na Corte, na terça-feira (8), repetindo os argumento central dos convocados, os quais alegaram que os senadores não têm competência para convocar autoridades estaduais, a serem investigadas pelas Assembleias Legislativas dos respectivos estados, como previsto na Constituição.

Wilson Lima entrou para lista de governadores convocados, após ter sido um dos alvos da operação Sangria da Polícia Federal, que apontou desvios na contratação de respiradores de uma adega de vinho e na montagem de hospital de campanha.

O governador se declara inocente e diz ser “o maior interessado nas investigações”.

VEJA TAMBÉM: RICARDO LEWANDOWSKI VOTA A FAVOR DA COPA AMÉRICA

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui