Dan Scavino – Casa Branca

Os Estados Unidos foram supostamente atingidos recentemente por um “Pearl Harbor Digital” que estamos sendo informados. A Ordem Executiva do Presidente sobre Interferência Estrangeira em nossas Eleições também chega (prazo dia 18) hoje.

A eleição de 2020 foi cheia de fraude e engano. Sabemos que os resultados atuais são ilegítimos.

Conforme relatamos esta manhã, especialistas em segurança cibernética descobriram uma carga maliciosa que foi inserida em empresas e agências governamentais dos EUA. Esse “ataque” afetou o software SolarWinds, usado por empresas em todo o mundo. Como esse ataque ocorreu há meses, ele impactou as eleições de 2020 nos Estados Unidos.

O foco do ataque pode ter sido a eleição de 2020 e o software usado, para que os estrangeiros pudessem manipular os resultados nas urnas usadas na eleição. Não sabemos disso, mas é uma possibilidade.

Ao mesmo tempo em que as notícias estão surgindo, chega o momento da Ordem Executiva do Presidente sobre a interferência estrangeira nas eleições dos Estados Unidos. O Diretor de Inteligência Nacional (DNI John Ratcliffe) é obrigado a fornecer um relatório que deve cobrir um inventário de todos os atos conhecidos de intervenção estrangeira nas eleições de 2020. Com base no que sabemos até o momento, este relatório deve conter uma descrição completa de observações e evidências.

O relatório do DNI deve ser entregue em até 45 dias após a eleição. Isso significa que deve ser entregue ao presidente até hoje, 18 de dezembro (45 dias a partir da eleição de 2020). Devido às atividades dos Bidens com o exterior, inclusive a China, é bem possível que o relatório mencione a família Biden.

Não sabemos se DNI Ratcliffe já forneceu seu relatório ao presidente Trump. Pode ter fornecido. Sabemos que o próximo passo é o Procurador-Geral e o Secretário de Segurança Interna tratarem de todas as questões materiais e fazer recomendações sobre como lidar com as questões descritas no relatório.

O relatório também incluirá atualizações e recomendações, quando apropriado, com relação às ações corretivas a serem tomadas pelo Governo dos Estados Unidos, além das sanções descritas nas seções 2 e 3 desta ordem.

Não sabemos se isso já foi fornecido ao presidente. Pode ter ocorrido que Ratcliffe tenha fornecido seu relatório semanas atrás, dando a Barr tempo suficiente para apresentar seu relatório ao presidente. 

Sabemos que estrangeiros nos atacaram. Sabemos que os resultados das eleições são fraudulentos. Conhecemos os passos a serem dados pela Ordem Executiva. Com base em tudo isso, as coisas vão ficar reais – em breve.

Fonte: Thegatewaypundit

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui