Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi flagrado com R$ 33,1 mil nas nádegas em outubro do ano passado. O ministro decidiu não prorrogar a licença de Rodrigues, o que abre caminho para que ele retome o mandato no Senado Federal.

Rodrigues está impedido de participar da comissão que discute a distribuição de recursos para o combate à pandemia da Covid-19, da qual ele era membro antes. O senador é acusado de desviar verbas desta comissão.

“Seria um contrassenso permitir que o investigado pelos supostos desvios viabilizados pela atuação na comissão parlamentar voltasse a nela atuar no curso da investigação,” afirmou Barroso.

O Senador Chico Rodrigues é suspeito de fraude e dispensa ilegal de licitações, peculato e organização criminosa, com objetivo de desviar recursos federais para o combate à pandemia em Roraima.

Senado deve decidir nesta quinta-feira (18), se Chico Rodrigues reassumirá o mandato ou ficará por mais tempo licenciado.

VEJA TAMBÉM: “NÃO TENHO A MENOR DÚVIDA DE QUE OS MINISTROS COMBINARAM QUE CONFIRMARIAM A PRISÃO DE DANIEL SILVEIRA”, AFIRMA MARCO AURÉLIO

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui