As restrições em São Paulo devem ficar mais rígidas nos finais de semana, a ideia é de que a partir desta sexta-feira (22) o estado entre na fase vermelha e sairá somente segunda-feira, quando cada região retorna para a fase que se estava anteriormente. As informações são do jornal O Estadão.

Conforme o jornal, o anúncio da mudança está previsto para acontecer na coletiva no Palácio dos Bandeirantes. A medida também deverá se repetir em outros finais de semana.

O plano de João Doria é que a partir da noite de sexta-feira (22), os 645 municípios tenham medidas mais restritivas entre as noites de sexta e as manhãs de segunda-feira.

Todas as cidades deverão restringir ao máximo as atividades do comércio nos próximos fins de semana. A partir de cada segunda, os municípios devem voltar às suas respectivas fases.

A nova abordagem do governo prevê que bares e restaurantes, e todos os serviços que são considerados não essenciais devem fechar as 20h, todos os dias, algo que pode ser classificado como “toque de recolher”.

Na fase vermelha, a mais rígida do Plano São Paulo, shoppings, bares, restaurantes, salões de beleza, academias e qualquer outra atividade que gere aglomeração estã proibidas.

A maioria do estado está entre as fases amarela e laranja, que têm o horário de funcionamento determinado, porém, mais flexível, exceto em Marília, que está na fase vermelha.

VEJA TAMBÉM: BOLSONARO: “NÃO PERMITIREMOS VENDA DE TERRAS PARA ESTRANGEIROS”

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

3 COMENTÁRIOS

  1. “Não há estudos que demonstrem proteção da vacina adsorvida covid-19 (inativada) contra a infecção por
    SARS-CoV-2, uma vez que o objetivo dos estudos realizados até o momento foi o de avaliar a eficácia
    para a proteção contra a doença causada pelo SARS-CoV-2. Portanto, as pessoas que receberem o
    esquema de imunização deverão manter as medidas de prevenção contra infecção por SARS-CoV-2
    para diminuir o risco de infecção e transmissão do SARS-CoV-2 a contactantes. Em particular,
    profissionais de saúde, devem manter a utilização das medidas de biossegurança para evitar a infecção e
    transmissão do SARS-CoV-2. ”
    Essa é a bula para profissionais de saúde e médicos, ou seja, é um placebo, não tem nada de ciência….

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui