A farmacêutica União Química e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) anunciaram, nesta quarta (13),  que enviarão o pedido de uso emergencial da vacina russa Sputnik V contra a Covid-19 nesta semana para a Anvisa.

Um dos pré requisitos para solicitação do uso emergencial, é que a vacina esteja em fase 3 dos estudos clínicos. O pedido para estudos em humanos no país foi feito à Anvisa em 29 de dezembro e ainda não foi aprovado.

A empresa informou que a vacina recebeu autorização de uso emergencial em outros países, sendo eles “Argentina, Bolívia, Argélia, Sérvia e Palestina”.

O contrato entre RDIF e a União Química prevê o fornecimento de 10 milhões de doses da Sputnik V ao Brasil, além da transferência de tecnologia e fornecimento de documentos e biomaterais.

VEJA TAMBÉM: EFICÁCIA GERAL DA CORONAVAC É DE 50,38%, APONTA ESTUDO DO BUTANTAN

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui