O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse nesta quinta-feira (12) que a proposta de privatização da Petrobras ocorre em um momento inadequado.

“O momento é muito ruim para isso”, disse, após reunião com secretários da Fazenda de alguns estados para discutir possíveis soluções para conter o aumento constante no preço dos combustíveis.

Rodrigo Pacheco disse ainda que o país vive um difícil momento de contenção de problemas e necessidade de estabilidade, além de dificuldade de valorização de ativos, de modo que a privatização da Petrobras pode ser estudada, mas não será uma decisão tomada rapidamente.

“Vai demandar muito diálogo, participação da sociedade civil, de todas as instâncias, porque a Petrobras é um ativo nacional. “Muito embora estamos vivendo um momento agudo de crise em relação aos combustíveis, e fica essa dicotomia desse lucro desproporcional da Petrobras frente a outras companhias do mundo, temos que reconhecer que é um ativo nacional, que precisa ser valorizada. Mas é adequado pensar também que ela deva contribuir para solução do preço dos combustíveis”, frisou.

Veja também: FACHIN: ‘QUEM TRATA DA ELEIÇÃO SÃO AS FORÇAS DESARMADAS’

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui