A Polícia prendeu hoje em Uberlândia (MG) um homem que incitou nas redes sociais um atentado contra o Presidente da República Jair Bolsonaro, que fez uma visita hoje na cidade. Conforme descrito no auto de prisão, ele e mais três pessoas “incitavam à violência e a processo violento (atentado) contra a vida do presidente”.

A prisão aconteceu na madrugada, antes da chegada de Bolsonaro ao município, que fica no triângulo mineiro.

João Reginaldo Silva Júnior foi levado para a delegacia da Polícia Federal (PF) na cidade após investigações da inteligência da PM de Minas Gerais. Ele teve a prisão ratificada pelo delegado federal Laerte Vieira Gonçalves Neto.

“Gente, Bolsonaro em Udia amanhã… Alguém fecha virar herói nacional”, postou no Twitter, conforme transcrição apresentada no auto de prisão.

Rubens Avendano Ferreira respondeu postando: “Só preciso da arma”.

Ainda segundo a PM, em outro tuíte, Luiz Gustavo Queiroz escreveu: “Bolsonaro se vier a Uberlândia voltará pra casa num caixão, não é ameaça, é comunicado.”

A Polícia Militar identificou ainda como de Vitória Mércia Gonçalves dos Santos a seguinte postagem: “Bolsonaro em Uberlândia amanhã. Né possível que não tem um sniper nessa cidade. Aqui produz tanto maluco, um lúcido e armado, seria demais? Nunca te pedi nada @deus.”

João Reginaldo foi preso em flagrante e seu celular foi apreendido. Os demais ainda não foram encontrados pela Polícia Militar.

1 COMENTÁRIO

  1. Pois é, tem otário que fica escutando “vozes” na cabeça e acha que tem imunidade parlamentar ou que é parceiro de togado do STF… aí descobre que nem um nem outro e vai pra cadeia pra deixar de ser gado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui