Na manhã desta quinta-feira (8), a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu a mãe do menino Henry Borel, Monique Medeiros, e o padrasto dele, o vereador Dr. Jairinho (Solidariedade). Eles são os principais suspeitos pela morte da criança de 4 anos.

O menino Henry morreu na noite de 8 de março após dar entrada no hospital com dificuldades para respirar. De acordo com o laudo do IML, os ferimentos que causaram a morte foram feitos por uma ação violenta.

O vereador e a mãe do menino não participaram da resconstituição do crime, que aconteceu semana passada, alegando quadro de depressão.

A perícia realizada no apartamento no apartamento do casal, encontraram supostas manchas de sangue em pedaços do papel de parede da sala e do quarto onde dormia o menino Henry.

VEJA TAMBÉM: UNIÃO PAGOU R$ 354,6 MILHÕES DE DÍVIDAS DE ESTADOS EM MARÇO

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui