A deputada federal, Carla Zambelli, protocolou um projeto de lei para proibir a demissão por justa causa de colaboradores que queiram ser vacinados contra a covid-19. Pela proposta, será considerada discriminatória a demissão que tenha como motivação a recusa do empregado a imunização contra o novo coronavírus.

Pelo texto da deputada, os empregadores que ferirem as medidas, estarão sujeitos ao pagamento de verbas trabalhistas e indenização de danos materiais e morais eventualmente apurados. A proposta vai de encontro ao entendimento do Ministério Público do Trabalho (MPT), que orientou a dispensa por justa causa na hipótese de recusa do empregado de tomar a vacina contra a Covid-19.

Carla Zambelli diz que “não há no ordenamento jurídico pátrio, em matéria trabalhista, qualquer previsão legal que considere falta grave a recusa à imunização contra a Covid-19”. Em sua opinião, uma dispensa por justa causa embasada neste motivo seria completamente ilegal.

“Surpreendentemente há magistrados trabalhistas que já manifestaram entendimento favorável à dispensa por justa causa” disse a deputada.

VEJA TAMBÉM: CÂMARA PREPARA MUDANÇA NA CONSTITUIÇÃO CONTRA AVANÇO DO JUDICIÁRIO EM CASOS QUE ENVOLVAM PARLAMENTARES

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui