A Polícia Federal concluiu o inquérito aberto na Operação Lava Jato para investigar os relatos de propinas dadas ao ex-ministro Gilberto Kassab (PSD), revelados por executivos do Grupo J&F em delações premiadas firmadas com a força-tarefa.

Além de Gilberto Kassab, o irmão dele, Renato Kassab, e o ex-tesoureiro do PSD nacional, Flavio Castelli Chuery, foram indiciados por corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral (“caixa dois”) lavagem de dinheiro e associaçõa criminosa.

O relatório policial com a conclusão das investigações foi entregue à 1ª Zona Eleitoral de São Paulo nesta segunda-feira (22). De acordo com a Polícia Federal, além das informações prestadas nas colaborações premiadas, os investigadores cruzaram dados obtidos em buscas, quebras de sigilos bancário e fiscal, interceptações telefônicas e depoimentos de testemunhas.

VEJA TAMBÉM: ARTHUR LIRA DIZ QUE REFORMA ADMINISTRATIVA SERÁ VOTADA ATÉ FIM DO 1º TRIMESTRE

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui