Nesta terça-feira (8), o ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo federal deve estender o auxílio emergencial por mais “dois ou três meses”, com a expectativa de ganhar tempo para o avanço da vacinação contra a covid-19.

“Possivelmente vamos estender agora o auxílio emergencial, mais dois ou três meses, porque a pandemia está aí”, afirmou Guedes.

“Os governadores estão dizendo que em dois ou três meses a população brasileira adulta vai estar toda vacinada, então nós vamos renovar por dois ou três meses, disse ele.

Ainda de acordo com Guedes, ao fim do pagamento das parcelas do auxílio o governo implementará um novo Bolsa Família, já reformulado.

“Logo depois, entra o Bolsa Família, o novo Bolsa Família, já reforçado. Então eu diria que o Brasil está encontrando seu caminho”, defendeu, em alusão ao duplo compromisso do governo com a saúde da população e com o lado fiscal.

VEJA TAMBÉM: ‘SOU MINISTRO DA SAÚDE, NÃO CENSOR DO PRESIDENTE’, DIZ QUEIROGA NA CPI

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui