O ministro do STF, Nunes Marques, arquivou dois pedidos de impeachment contra os magistrados, Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.

As petições tinham sido protocoladas pelos senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) e pelo ex-procurador-geral da República (PGR), Claudio Fonteles.

No entendimento de Nunes, que realizou o arquivamento nesta quinta-feira (14), “não pode haver interferência judicial para acelerar processos e julgamentos na casa legislativa”.

Em relação ao pedido apresentado pelo ex-PGR, o magistrado usou a mesma linha de raciocínio, pontuando argumentos semelhantes.

De acordo com Kassio Nunes, “cabe ao Poder Legislativo, e apenas a ele, dirigir o processo de impeachment”, disse ao manter o arquivamento do impedimento de Gilmar”.

Na sequência, ele destacou:

“A atuação do presidente do Senado e da Mesa Diretora em processo de impeachment de ministro do STF não é meramente burocrática, mas sim uma atividade propriamente de exame preliminar de conteúdo, de modo a evitar que o plenário seja chamado a avaliar todo e qualquer requerimento, inclusive aqueles manifestamente infundados”, sustentou o magistrado.

Até o momento, existem outros nove pedidos de investigação contra ministros do Supremo no Senado, incluindo Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso.

Até hoje, nenhum processo foi aberto pelo Senado. Todos os pedidos foram arquivados.

VEJA TAMBÉM: PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DA CPI DA COVID SERÃO DIVULGADOS NA SEGUNDA-FEIRA

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui