Viviane Célia Ferreira Ramos Correa, juíza titular da 5ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho de Betim (MG), condenou a mineradora Vale a pagar indenização de R$ 1 milhão por danos morais por cada trabalhador morto no rompimento em Brumadinho.

A indenização, que abrange os trabalhadores diretos da mineradora vitimados pelo acidente, será destinada aos espólios e herdeiros.

O derramamento de rejeitos de minério em 25 de janeiro de 2019 causou a morte de 270 pessoas, das quais 137 seriam funcionários diretos da mineradora, segundo os autores do processo, num total de R$ 137 milhões.

VEJA TAMBÉM: PRESIDENTE CRITICA A DECISÃO DE ROSA WEBER SOBRE DEPOIMENTO DE WILSON LIMA

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui