O presidente Jair Bolsonaro anunciou na terça-feira (18), que já escolheu os ministros que vão substituir os atuais titulares de pastas do governo que disputarão as eleições de outubro. As informações são da Revista Oeste.

De acordo com as regras eleitorais, os ministros que irão disputar um cargo eletivo nas urnas terão de se desincompatibilizar de suas funções até 2 de abril, há seis meses do pleito. A ideia de Bolsonaro é que as trocas sejam feitas até o fim de março.

“Cada ministro já redigiu um relatório do que foi feito nos últimos três anos. Nós vamos continuar trabalhando sem parar”, disse o presidente da República em entrevista ao programa Sidys TV Internet, do Rio Grande do Norte.

“No final de março, devemos ter 12 ministros que vão concorrer a cargos eletivos pelo Brasil e já está praticamente acertado quem os substituirá. E continuarão mantendo o ritmo”, completou o chefe do Executivo.

Quando foi questionado sobre possível enfrentamento com o petista Luiz Inácio Lula da Silva na disputa pelo Palácio do Planalto, Bolsonaro disse que a população brasileira não terá dificuldades em comparar os dois projetos e fazer a melhor escolha.

“Eu creio que não vai ser uma eleição difícil para o povo brasileiro. Vocês vão poder comparar quatro anos do meu governo com 14 do PT”, afirmou. “Lá atrás, era um governo voltado para promessas, por ilusões, muita corrupção e sem perspectiva de futuro”.

Veja também: Moro para Lula: ‘Canalha é quem roubou o povo brasileiro durante anos’

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui