O Ministério da Economia decidiu zerar a alíquota do tributo de importação para o arroz beneficiado e em casca até 31 de dezembro deste ano. Contudo, a redução temporária está restrita à quota de 400 mil toneladas de arroz em casca e beneficiado.

De acordo com fontes do Ministério da Agricultura, o total liberado é suficiente para ajudar a conter a subida no preço do arroz no varejo e garantir o abastecimento do produto nas prateleiras dos supermercados.
O valor do arroz disparou nas últimas semanas, com o pacote de cinco quilos chegando a custar R$ 40.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (9/9), durante Reunião Extraordinária do Comitê-Executivo de Gestão (Gecex), por proposta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O Presidente Jair Bolsonaro não está poupando esforços para que a situação seja regularizada o mais rápido possível. Como era de se esperar, a oposição está usando o assunto para causar desgaste e desconforto ao Governo de Bolsonaro.

Durante sua conversa habitual com apoiadores no Alvorada, Jair Bolsonaro afirmou:

“Conversei com duas autoridades dos supermercados, tá? Na ponta da linha, o preço chega pra eles, e eles estão se empenhando para reduzir o preço da cesta básica, que dado ao auxílio emergencial, houve um pequeno aumento no consumo. Houve mais exportação por causa do dólar também, sabemos disso aí.”

e completou:

“Os rizicultores, os plantadores de arroz, estavam com prejuízo há mais de dez anos, mas está sendo normalizado isso aí. Não vamos interferir no mercado de jeito nenhum, não existe canetaço para resolver o problema da economia.”

SOBRE GECEX

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) é o núcleo executivo colegiado da Camex, responsável por definir alíquotas de importação e exportação, fixar medidas de defesa comercial, internalizar regras de origem de acordos comerciais, entre outras atribuições.

Segundo o Decreto 10.044/2019, o Gecex é integrado pela Presidência da República, pelos Ministérios da Economia, das Relações Exteriores e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui