O governo dos EUA abriu investigação sobre os negócios de Elon Musk em torno de sua recente compra do Twitter no valor de US$ 44 bilhões. As informações são da Revista Oeste.

“A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) irá sondar a apresentação tardia pelo Sr. Musk de um formulário público que os investidores devem apresentar quando compram mais de 5% das ações de uma empresa”, informou o The Wall Street Journal.

“A divulgação funciona como um sinal precoce aos acionistas e empresas de que um investidor significativo poderia controlar ou influenciar uma empresa”, acrescentou.

O relatório também informa que o processo de divulgação de informações por parte de Musk, referente à compra de 9% das ações do Twitter em 4 de abril, estava atrasado pelo menos dez dias. O atraso teria economizado mais de US$ 140 milhões ao magnata.

O documento observou que um processo judicial da SEC contra Musk provavelmente não o impediria de assumir o Twitter, uma vez que o conselho de administração da empresa aprovou unanimemente a sua aquisição por Musk.

Trump de volta ao Twitter?

Na terça-feira 10, o CEO da Tesla afirmou que pode reativar a conta do ex-presidente americano Donald Trump.

“Eu reverteria a proibição permanente”, disse Musk, em uma live promovida pelo jornal britânico Financial Times. “Mas eu ainda não possuo o Twitter. Então, isso não é algo que vai acontecer agora.” O acordo para selar a compra da plataforma deve ser finalizado este ano e está sujeito a aprovações de acionistas e reguladores.

Veja também: UBATUBA COBRARÁ TAXA DE TURISTAS A PARTIR DE JUNHO PARA “PRESERVAÇÃO AMBIENTAL”

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

Créditos: Revista Oeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui