Nesta quinta-feira (3), o comando do exército anunciou que não irá punir o ex-ministro, General Eduardo Pazuello, por ter participado de um ato com o Presidente Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro dia 23 de maio.

A nota do Exército diz que “o Comandante do Exército analisou e acolheu os argumentos apresentados por escrito e sustentados oralmente pelo referido oficial-general. Desta forma, não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar por parte do general Pazuello. Em consequência, arquivou-se o procedimento administrativo que havia sido instaurado”, diz a nota.

Veja Decisão:

Acerca da participação do General de Divisão EDUARDO PAZUELLO em evento realizado na Cidade do Rio de Janeiro, no dia 23 de maio de 2021, o Centro de Comunicação Social do Exército informa que o Comandante do Exército analisou e acolheu os argumentos apresentados por escrito e sustentados oralmente pelo referido oficial-general.

Desta forma, não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar por parte do General PAZUELLO.

Em consequência, arquivou-se o procedimento administrativo que havia sido instaurado”.

VEJA TAMBÉM: PRESIDENTE SANCIONA MARCO LEGAL DAS STARTUPS E TIRA RECEITA ANUAL DE R$ 150 MILHÕES DA ‘GRANDE MÍDIA’

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui