O anúncio foi feito pela equipe jurídica da campanha de Donald Trump na terça-feira (24), as legislaturas estaduais na Pensilvânia, Arizona e Michigan realizarão audiências públicas sobre a eleição a partir de amanhã e na próxima semana, num esforço da campanha para apresentar publicamente materialidade para as denúncias de fraudes.

Conforme os advogados, a primeira audiência, realizada pelo Senado Estadual da Pensilvânia, será realizada amanhã, quarta-feira, 25 de novembro, em Gettysburg, PA, onde cada senador participante dará uma declaração de abertura de cinco minutos, seguida de depoimento de testemunhas que apresentaram declarações atestando para fraude eleitoral em 2020. A audiência de amanhã também contará com uma apresentação do ex-prefeito da cidade de Nova York e advogado pessoal ao presidente Trump, Rudy Giuliani.”

“Na segunda-feira, 30 de novembro, a legislatura do Arizona realizará sua própria audiência, seguida pela legislatura de Michigan, que realizará sua própria audiência na terça-feira, 1º de dezembro.”

“É do interesse de todos fazer um exame completo das irregularidades e fraudes eleitorais”, disse o prefeito Giuliani. ‘E a única maneira de fazer isso é com audiências públicas, completas com testemunhas, vídeos, fotos e outras evidências de ilegalidades da eleição de 3 de novembro.’”

“‘Estamos satisfeitos que as legislaturas estaduais na Pensilvânia, Arizona e Michigan convocarão audiências para examinar a eleição presidencial de 3 de novembro’, acrescentou o conselheiro jurídico sênior da campanha de Trump e advogado pessoal do presidente Donald J. Trump, Jenna Ellis. ‘Houve graves irregularidades, temos provas de fraude em vários estados e é importante que todos os americanos tenham fé em nosso processo eleitoral. Tudo o que desejamos desde o início é contar todos os votos legais e descontar todos os votos ilegais.’”

“As legislaturas estaduais são excepcionalmente qualificadas e posicionadas para realizar audiências sobre irregularidades eleitorais e fraude antes que os eleitores sejam escolhidos. Conforme estabelecido no Artigo 2, Seção 1.2 da Constituição dos Estados Unidos, as Legislaturas Estaduais têm autoridade exclusiva para selecionar seus representantes no Colégio Eleitoral, fornecendo uma salvaguarda crítica contra fraude eleitoral e manipulação eleitoral”.

VEJA TAMBÉM: ESQUERDISTAS CLAMAM PARA QUE TRUMP SEJA ‘ARRASTADO PARA FORA DA CASA BRANCA’

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

*Informações, Direto da América

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui