Os membros do Tribunal Especial Misto aprovaram nesta sexta-feira (30), o impeachment de Wilson Witzel e ele perdeu definitivamente o cargo de governador do Rio de Janeiro (RJ).

Com o voto de Alexandre Freitas (Novo), o tribunal alcançou os sete votos necessários (dois terços) para a condenação. Wilson Witzel foi condenado pelo crime de responsabilidade e ficará impossibilitado de exercer função pública por até 5 anos.

De acordo com o relator do processo, Witzel foi diretamente responsável por cometer um ato de ofício que configura crime de responsabilidade na requalificação da OS (Organização Social) Unir Saúde, contrariando pareceres técnicos do governo. Já em relação à contratação da OS Iabas para a construção e operação de sete hospitais de campanha durante a pandemia, apontou que Witzel comandou direta ou indiretamente o processo. Somente um dos hospitais, o do Maracanã, chegou a funcionar.

Assumirá oficialmente, portanto, o governador em exercício Cláudio Castro (PSC), que deve ser empossado neste sábado (1°).

VEJA TAMBÉM: COVID-19: FIOCRUZ ENTREGA 6,5 MILHÕES DE DOSES DE VACINAS AO PNI

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui