O pré-candidato às eleições presidenciais de 2022 pelo PDT, Ciro Gomes (CE), afirmou que lutará para disputar o segundo turno do pleito do ano que vem.

Ciro Gomes está convicto que conseguirá avançar na corrida eleitoral, e diz ter certeza que não é apenas porque deseja estar na disputa, mas, porque tem “obrigação moral” de dar ao povo brasileiro uma outra opção, que seja “escolher entre coisa ruim e coisa pior”, se referindo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ao presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista à Rádio Tupi, na manhã desta quinta-feira (10), Ciro reforçou críticas aos dois políticos. Na sua avaliação o Brasil se apresenta como um país “marginal” no exterior como resultado dos governos de Lula e Bolsonaro.

Ciro classificou a vitória de Bolsonaro em 2018 como “revolta compreensível” da população contra os governos petistas e a corrupção. O pré-candidato acredita fortemente ser uma opção de “terceira via”.

“Mas agora vamos deixar por menos só porque o Bolsonaro está traindo a sociedade brasileira? Vamos mandar os dois brigarem lá fora e restabelecer um ambiente de compreensão, amor e diálogo. É por isso que eu vou lutar”, disse.

VEJA TAMBÉM: GENERAL PAZUELLO TOMA POSSE DE SEU NOVO CARGO NO GOVERNO FEDERAL

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui