Durante cerimônia de comemoração dos 160 anos de fundação da Caixa e da caderneta de poupança no Brasil, o Presidente Jair Bolsonaro reafirmou que não se pode falar de saúde sem emprego, e que vida e economia “andam de braços dados”.

“Eu peço a Deus que ilumine governadores e prefeitos para que não fechem tudo. Essa não é a política correta. Vida e economia andam de braços dados. Não podemos falar em saúde sem emprego”, disse o presidente na cerimônia, que ocorreu no Palácio do Planalto. De acordo com balanço divulgado de ontem do Ministério da Saúde, o Brasil acumula 8,1 milhões de casos confirmados e 203 mil mortes. 

Conforme o Presidente, o governo soube dar as respostas que a população precisava em meio à pandemia, citando a descoberta dos “invísiveis” , referindo-se aos 38 milhões de brasileiros que nunca tinham recebidos qualquer benefício do Governo, mas que foram beneficiados com o auxílio emergencial, e as medidas tomadas pelo Ministério da Economia para preservar empregos.

“Um governo, um povo, que mesmo em momentos difíceis, superou desafios, respeitamos a todos e trabalhamos arduamente. Nós não esmorecemos, buscamos alternativas. Um governo que não ceifou um só emprego, muito pelo contrário: manteve milhões de empregados pelo Brasil”, defendeu o presidente.

Dirigindo-se à imprensa, Bolsonaro destacou que nunca em uma gestão federal a imprensa teve tanta liberdade.

“Vocês nunca tiveram tanta liberdade como no meu governo, nunca se ouviu falar nesse governo em controle da mídia. Eu lamento o fechamento e a censura às mídias sociais. Elas não concorrem com vocês, uma segue paralela à outra.”

VEJA TAMBÉM: “FALTOU A FORD DIZER A VERDADE: ELES QUEREM SUBSÍDIOS”, DIZ BOLSONARO

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui