ARGENTINA DECRETA MORATÓRIA E PROCURA RENEGOCIAR SUA DÍVIDA JUNTO AO FMI

0
31

Nesta quarta-feira (28), a Argentina anunciou que irá iniciar processo para tentar estender os prazos em que vencem suas dívidas junto ao FMI e com credores privados.

A dívida junto ao FMI , soma o montante de aproximadamente US$ 56 bilhões , e deveria ser paga a partir do ano de 2021.

O Ministro da Fazendo, Hernan Lacunza, afirmou que a moratória seria um jeito de garantir a capacidade argentina de realizar o pagamento, essas medidas visam prorrogar os prazos da dívida de curto prazo nas mãos de investidores institucionais, os bônus emitidos pela legislação doméstica e estrangeira.

Segundo Lacunza, a prioridade agora é garantir a estabilidade, isto porque no momento é inútil lançar medidas de reativação se não estiver estabilizado.

O mercado argentino tem sofrido grandes quedas de forma sucessiva desde que ocorreu as eleições primárias no dia 11 de agosto, onde foi revelado que o atual Presidente, Maurício Macri tem pouco apoio da população na corrida pelo seu segundo mandato. Ele foi derrotado por um candidato de centro-esquerda, Alberto Fernandez, que tem como vice Cristina Kirchner.