Lisa Shaw, apresentadora da BBC Radio Newcastle, morreu na última semana, aos 44 anos, sua família afirma que ele teve coágulos sanguíneos após receber a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19.

Sua família relata que Lisa sofreu com “fortes” dores de cabeça, uma semana após receber a injeção, adoecendo gravemente alguns dias depois.

Os familiares de Lisa apontam que ela morreu devido à formação de coágulos sanguíneos. A reação ao imunizante é apontada por cientistas como sendo possível, porém, extremamente rara de acontecer.

Segundo a BBC, um legista irá investigar qual foi a causa da morte. Entretanto, um atestado de óbito preliminar indica que uma investigação deverá ser aberta para averiguar o que levou a apresentadora à morte. No documento, uma das possíveis causas seria a “complicação da vacinação contra a Covid pela Astrazeneca”.

A família, em um comunicado, ressaltou que ela não tinha doenças pré-existentes, e que Lisa “desenvolveu fortes dores de cabeça uma semana depois de receber sua vacina e ficou gravemente doente após alguns dias”.

Os parentes afirmam ainda que, antes de falecer, ela recebeu tratamento para coágulos sanguíneos e para um sangramento na cabeça.

“Tragicamente ela faleceu, rodeada pela família. Estamos arrasados e sentiremos a falta dela para sempre”, diz o comunicado.

A agência reguladora britânica (Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency) não negou que a vacina possa ter causado a morte da apresentadora, mas ressaltou que os benefícios são muito superiores aos riscos.

VEJA TAMBÉM: CERCA DE 7 MILHÕES DE PESSOAS AINDA NÃO ENVIARAM DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

*Fonte: BBC News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui