O governo do Estado de São Paulo determinou, nesta sexta-feira (22), que todo o estado estará na fase vermelha do plano de flexibilização aos finais de semana e feriados. Nos dias úteis, a etapa vermelha valerá das 20h às 6h. Nesse intervalo, só funcionam serviços essenciais, como padarias, supermercados e farmácias. 

O Desenvolvimento Econômico disse que nenhuma regional de saúde será classificada nas fases amarela e verde até 8 de fevereiro. Na capital paulista, a medida começa a funcionar na próxima segunda-feira (25). Para as demais regiões, será feita nos finais de semana dos dias 30 e 31 e 06 e 07 de fevereiro.

O coordenador Executivo do Centro de Contingência da Covid-19, João Gabbardo, pediu que a população não espere segunda-feira (25) para começar as cumprir as medidas mais rígidas.

A capital paulista e a Grande São Paulo, além de outras três que estavam na amarela, passaram a ficar na fase laranja, que veta o funcionamento de bares. As demais regiões, que já estavam na laranja, não sofreram mudanças.

O Plano São Paulo prevê o rebaixamento para fases com regras mais restritivas da quarentena em regiões que apresentam grande aumento semanal de novas internações, mortes, casos ou taxa de ocupação de leitos de UTI.

O governo Doria anunciou também nesta sexta-feira (22) o cancelamento de cirurgias eletivas, abertura de mais 750 leitos para atender pacientes com Covid-19 e mudanças nas regras do Plano São Paulo, são elas: o parâmetro de taxa de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) na fase vermelha passou de 80 para 75%; e nenhuma região poderá ir as fases verde e amarela antes do dia 8 de fevereiro.

VEJA TAMBÉM: JOE BIDEN ROMPE ALIANÇA MUNDIAL CONTRA ABORTO

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui