“A maior proeza militar é vencer sem combater: a astúcia e a manipulação apresentam mais vantagens do que a agressividade para impor sua vontade sobre os outros”, Sun Tzu no Livro ‘A Arte da Guerra’.


Este dogma de Sun Tzu é uma das doutrinas do Partido Comunista Chinês. Devemos admitir que tem sido usado com maestria e aplicado no mundo todo de maneira eficaz, haja vista todo o avanço conseguido desde 1997, quando a Inglaterra devolveu Hong Kong à China continental.

Um dos meios que tem proporcionado tal êxito é a pouco comentada, mas importantíssima Belt and Road ou simplesmente Nova Rota da Seda. Este é o maior conjunto de obras da humanidade com investimentos programados para mais de US $1,9 trilhão. Um investimento de tal porte significa 13 vezes mais que o plano Marshall de reconstrução da Europa no pós II Guerra.

Em um primeiro momento, todos que veem os planos de investimentos em diversos países, as obras de infraestrutura, os pacotes de crédito oferecidos para diversos países tendem a ficarem maravilhados. Mas o que há por trás de tanta boa vontade de um regime ditatorial?

Há um velho ditado que diz: Quando a esmola é demais o Santo desconfia.
Este ditado se aplica muito bem a situação que estamos vivenciando no mundo atualmente. As benesses chinesas têm maravilhado uma grande parcela da população. Assim como a Alemanha Nazista, o regime ditatorial de pequim se faz valer de propaganda utilizando os princípios de Goebbels.

As estatais chinesas de mídia possuem investimentos nos maiores veículos de mídia do mundo, garantindo através do poderio econômico estatal, propagandas favoráveis ao regime ditatorial chinês. Sendo assim precisamos entender o que é e as implicações resultantes do êxito conseguido até o momento em sua ideia de hegemonia e implantação do comunismo mundial nos moldes e liderança da China.

A China hoje se encontra no centro do tabuleiro da geopolítica mundial e não esconde mais sua pretensão de tornar-se a potência hegemônica mundial e estabeleceu metas para alcançar isso desbancando os EUA como maior economia do mundo até 2030 e como maior potência militar até 2049. Para que tais metas sejam alcançadas a Nova Rota da Seda tem papel fundamental.

A Nova Rota subdivide-se no Cinturão Econômico ligando a China-Ásia; Central-Rússia-Europa (Báltico); e a Rota Marítima, projetada para ir da costa da China para a Europa através do Mar do Sul da China e do Oceano Índico em uma rota, e da costa da China através do Mar do Sul da China para o Pacífico Sul na outra. Nesta visão um “cinturão econômico” composto por vias terrestres que atravessam a Rússia, a Ásia Central e o Paquistão até o leste Europeu; do outro, uma “rota da seda marítima” ligando pelos oceanos os países emergentes do sul e sudeste asiático até a África e a América do Sul.

Em sua expansão Geopolítica no momento não tem incluído o uso militar. Este é um momento de transição onde a China ainda expande pelo globo sua influência econômica. Os empréstimos chineses para os países da África passaram de menos de US$ 1 bilhão em 2000 para cerca de US$ 30 bilhões em 2016.

Essa benevolência de crédito fácil visa interesses chineses no continente africano tais como a importação de petróleo, minérios e alimentos. As principais empresas chinesas atuando em solo africano são empreiteiras de grande porte, que desenvolvem a infraestrutura do país.


Existe uma possibilidade da “armadilha da dívida” por parte da China, para atar os países africanos. A teoria de que a China está forçando os países africanos a se endividar acima de suas possibilidades, para mantê-los e dominados, numa espécie de neocolonialismo e inserir o comunismo.

A tese da “armadilha da dívida” tem um exemplo bem conhecido atualmente e que já citei por diversas vezes no meu canal Expresso Conservador no Youtube é do Sri Lanka, que contraiu diversos empréstimos para a construção de um porto em Hambantota e não conseguiu quitá-los, tendo assim que entregar seu porto recém construído por 99 anos para a China.

Um porto que serve apenas a interesses estratégicos da China, tendo em vista que ele recebe a média de apenas 1 navio por dia, mesmo estando localizado em um ponto estratégico com intenso tráfego de navios.
E não são apenas países pequenos que caem nos tentáculos chineses, os países europeus também caíram. A Grécia está entre os primeiros países da União Europeia a assinar um documento de cooperação intergovernamental com a China para avançar em conjunto a cooperação no Cinturão e Rota.

Após a crise que estourou em 2010 na Grécia, levando o país basicamente à falência. Aproveitando-se da situação em que a Grécia se encontrava mesmo após diversos pacotes de ajuda do FMI e União Européia, a China iniciou uma série de investimentos culminando em 2016 com um acordo extremamente vantajoso para a China e melhorando consideravelmente a situação grega. A cedência de dois terços da Autoridade do Portuária do Pireu, feita a empresa estatal chinesa Cosco, tem validade de 36 anos e manterá a China no controle do porto até 2052.

Essa foi a porta de entrada da Nova Rota da Seda na Europa e hoje faz com que a China seja o maior parceiro comercial da União Européia desbancando os EUA recentemente. O porto, uma rota de acesso para a Ásia, o leste da Europa e o norte da África, recebeu 16,8 milhões de passageiros e 3,6 milhões de unidades equivalentes a contêineres de 60 metros.
Olhando friamente as informações colocadas neste artigo podemos perceber a astúcia usada pelo Partido Comunista Chinês para implementar seus planos de instaurar o comunismo em escala global e sob sua liderança.

Ainda estamos em tempo de pará-los, mas será necessário grandes mudanças no ocidente para enfrentar a ameaça mais perigosa desde a Alemanha Nazista. Nos próximos artigos estaremos abordando profundamente este assunto que é muito extenso e por isso não é possível falar em apenas um artigo único. Peço também que assistam ao vídeo onde abordamos este assunto em meu segundo canal no Youtube Daniel Barros.

VEJA TAMBÉM: CHINA QUER ‘PREVENIR’ FEMINIZAÇÃO DOS MENINOS E ‘CULTIVAR A MASCULINIDADE’

Para mais informações acesse nosso Canal do Telegram CLICANDO AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui