O Presidente Jair Bolsonaro, decidiu nesta sexta-feira (17), demitir o secretário especial da cultura Roberto Alvim.

A informação foi confirmada pelo ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Ramos.

O presidente Jair Bolsonaro fez convocação de seus ministros para uma reunião no Palácio do Planalto, em Brasília. Ao que tudo indica,a fim de anunciar a demissão do secretário.

Entenda a demissão de Roberto Alvim

Roberto Alvim, fez um vídeo , onde utilizou uma frase do Ministro da Propaganda da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels, ao realizar o anúncio do Prêmio Nacional das Artes.

Nas redes sociais, a reação foi imediata, logo após a publicação do vídeo, A hashtag #ForaAlvim alcançou o trending topics da rede social Twitter.

Entretanto, em sua defesa,o ex-secretário, negou ter feito citação direta. Alegou desprezar o nazismo, acrescentando que ocorreu uma “associação remota e uma coincidência retórica entre os discursos”.

Manifestações no Twitter

Presidente Jair Bolsonaro confirmou em suas redes sociais o desligamento de Roberto Alvim. Contudo, reiterou o “repúdio às ideologias totalitárias e genocidas, como o nazismo e comunismo”.

Rodrigo Maia, presidente da câmara dos deputados, em seu tuitou pedindo o afastamento imediato do secretário, como você pode ver abaixo

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que é judeu, também se manifestou sobre o assunto

“Como primeiro presidente judeu do Congresso Nacional, manifesto veementemente meu total repúdio a essa atitude e peço seu afastamento imediato do cargo”

Newsletter Subscribe

Get the Latest Posts & Articles in Your Email

We Promise Not to Send Spam:)