Informa o MBL News:

O empresário Luciano Hang apresentou à Justiça do Trabalho um laudo identificando cinco dos sete procuradores que estão o acusando de coação de funcionários durante a campanha. Adivinhem só? Os procuradores são militantes de esquerda. Alguém surpreso?

Mas não para por aí. O perito Wanderson Castillo, especialista em crimes virtuais, identificou que os procuradores estão apagando das suas redes sociais os rastros de militância, informou O Antagonista.

O Ministério Público do Trabalho, na figura dos procuradores militantes, ajuizou uma ação civil pública contra Luciano Hang, pedindo uma indenização de 100 milhões de reais por “danos morais coletivos”. A acusação é que Hang “coagiu” seus funcionários a votarem em Jair Messias Bolsonaro.

Veja a matéria do MBL AQUI.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here