Informa o Antagonista.

Está na mesa da procuradora Gabriela Rodrigues Figueiredo Pereira, da Procuradoria Regional do Rio, uma queixa de racismo contra o músico Marcelo D2.

No Twitter, ele se referiu ao deputado eleito Helio Bolsonaro de maneira depreciativa.

“E o negão do Bolsonaro, hein? Talvez seja essa a nova nomenclatura pro escravo da casa grande. Bater palma pro patrão, no caso aqui lamber o coturno do capetão”, escreveu D2.

Deu dois e não manteve o respeito.

Nota Questione-se: É evidente que se por acaso Jair Bolsonaro ou qualquer um dos seus filhos tweetasse algo do tipo, já estariam sendo alvos da PGR e o escândalo da mídia seria contínuo, mas o Marcelo D2… ah, ele está do “lado certo”.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here