Segunda-feira, Novembro 12, 2018

Inicio Assuntos Guerras Putin não está blefando: Afirma General russo e revela que Rússia está...

Putin não está blefando: Afirma General russo e revela que Rússia está pronta para atacar

Vladmit Putin “não está blefando” sobre sua ameaça de destruir mísseis nucleares dos EUA hospedados por países europeus, disse um ex-general russo.

Evgeny Buzhinskiy, um tenente-general aposentado da União Soviética, disse que a “estabilidade” pós-Guerra Fria do controle global de armas nucleares está sendo “arruinada” pelos EUA sob o comando do presidente Donald Trump.

Ele disse que é uma “pena” que Trump tenha ameaçado se retirar do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário de 1987 (INF), um acordo para proibir certos mísseis nucleares terrestres.

Buzhinskiy, presidente do “think tank PIR Centre”, de Moscou, disse que o destino da segurança global depende de “quais são os próximos passos dos EUA”.

“Se, na pior das hipóteses, eles tentarem implantar mísseis médio alcance com capacidade nuclear, digamos, em algum lugar na Polônia, será a segunda crise dos mísseis cubanos”, disse ele.

A Crise dos Mísseis de Cuba foi um confronto de 13 dias entre os EUA e a União Soviética que foi considerado o mais próximo que o mundo já chegou de um conflito nuclear global.

A crise, também conhecida como a Crise de Outubro de 1962, chegou ao auge quando os EUA enviaram mísseis balísticos para a Itália, Turquia e a Rússia responderam em espécie, enviando-os a Cuba.

Ambas as nações eventualmente concordaram em desmantelar suas armas após longas e tensas negociações entre o então presidente dos EUA, John F. Kennedy, e o ex-primeiro-ministro soviético Nikita Khrushchev.

Buzhinskiy acredita que uma crise semelhante poderia resultar se os mísseis com ponta nuclear dos EUA forem colocados em bases militares europeias no caso de o tratado INF entrar em colapso.

Evgeny Buzhinskiy disse que a guerra nuclear entre a Rússia e o Ocidente é “inevitável”

O presidente russo, Vladimir Putin , não hesitaria em ordenar um ataque aéreo se os EUA enviassem mísseis nucleares para bases militares europeias, segundo Buzhinskiy, que serviu ao Estado-Maior da Rússia.

“Acho que a Rússia não terá outra saída a não ser destruir esses mísseis”, disse ele.

Putin alertou friamente as nações europeias de que estão em “grave perigo” de um “contra-ataque” russo se receberem mísseis nucleares dos EUA.

Ele descreveu o cenário hipotético aterrorizante ao discutir as consequências da retirada dos EUA do tratado da era soviética.

Falando em uma conferência de imprensa em Moscou, Putin disse a repórteres que a Rússia responderia da mesma forma ao envio de mísseis nucleares dos EUA para países europeus.

O tratado INF, assinado pelo ex-presidente norte-americano Ronald Reagan e pelo líder soviético Mikhail S Gorbachev em 1987, proíbe o desenvolvimento e a implantação de mísseis de cruzeiro com alcance entre 500 km e 5.500 km.

Quando perguntado sobre a ameaça de Trump de sair do INF, Putin disse: “Se eles vão entregá-los para a Europa, naturalmente nossa resposta terá que espelhar isso, e os países europeus que concordarem em recebê-los, se as coisas forem tão longe, devem entender que eles estão colocando seu próprio território em risco de um possível contra-ataque ”.

VETERANO: Evgeny Buzhinskiy serviu com o exército russo por 16 anos

Buzhinskiy disse que os comentários de Putin devem ser aceitos, dizendo: “Ele não está blefando, está falando sério.”

Ele acrescentou: “Às vezes vale lembrar aos nossos colegas europeus e americanos que a Rússia não é um país ameaçado ou intimidado. ele lembra o seu homólogo que, a Rússia tem o potencial [para responder].”

Na semana passada, Putin disse que um ataque nuclear contra a Rússia desencadearia uma‘catástrofe global’ porque‘retaliação é inevitável’ por parte de seu país.

Aparecendo em um fórum de política internacional em Sochi, Putin disse que a Rússia só lançaria uma “ataque de retaliação” se os sistemas de alerta precoce detectarem que mísseis foram disparados contra o país.

Comentários

comentários

Renato Barros
Olá, me chamo Renato Barros e sou o criador do canal Questione-se no YouTube e do site questione-se.com. Há pouco tempo também criei o canal Renato Barros Vlog e o canal 90 segundos. O meu objetivo é sempre levar a verdade, por isso estou a frente de todos os projetos mencionados. Me siga nas redes sociais para estarmos conectados em busca de um Brasil melhor, conto com você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

video

Incêndios florestais na Califórnia: 250.000 pessoas em fuga, chamas devastam o estado

Pelo menos nove pessoas morreram nos incêndios florestais mais destrutivos que devastaram o norte e o sul da Califórnia. Mais de 250.000 pessoas foram forçadas...

Marcelo D2 pode ser denunciado por racismo contra Hélio Bolsonaro

Informa o Antagonista. Está na mesa da procuradora Gabriela Rodrigues Figueiredo Pereira, da Procuradoria Regional do Rio, uma queixa de racismo contra o músico Marcelo...
video

Maitê Proença acaba com retórica de artistas Globais por Bolsonaro

A atriz maitê Proença de um grande exemplo de como o brasileiro deve agir daqui para frente, não devemos desejar que o Brasil "acabe"...

Com Acordo de Paz pronto, Jared Kushner prepara sua estréia

O genro de Trump será o rosto público de seu esforço de paz na Casa Branca, quebrando o hábito de dois anos de trabalhar...
video

O Messias está chegando, afirmam Judeus após um “sinal” no muro das lamentações

É evidente que vivemos um ano diferente, cheio de acontecimentos que nos remeteram ao pensamento, "estamos no fim dos tempos". Israel, no meu entendimento e...

Comentários

comentários