A França preencherá o vácuo se os EUA não lançarem sua iniciativa no próximo mês, informou Alon Ushpiz, do Ministério do Exterior, para informar o painel do Knesset.

Se o presidente dos EUA, Donald Trump, não apresentar seu plano de paz entre israelenses e palestinos no próximo mês, o presidente da França, Emmanuel Macron, fará uma proposta sua, disse um alto diplomata israelense a membros do Knesset em uma reunião a portas fechadas.

Alon Ushpiz, diretor político do Ministério das Relações Exteriores, testemunhou na poderosa Comissão de Relações Exteriores e Defesa do Knesset na segunda-feira, em uma sessão fechada, que a França está aguardando as eleições de 6 de novembro nos EUA, mas se Trump não apresentar seu tão aguardado plano. Nas primeiras semanas após a votação, Macron divulgará sua própria fórmula, segundo reportagens da TV.

Os relatórios, no Canal 10 de Israel e na TV Hadashot, citaram os MKs que estavam na sessão. O Ministério das Relações Exteriores em Jerusalém disse que os relatórios continham imprecisões.

O Canal 10 disse que Macron havia instruído seu ministério das Relações Exteriores no final de agosto a explorar novas idéias para resolver o conflito israelo-palestino e que o presidente francês havia agora sinalizado a Trump que, se os EUA não avançassem, Paris o faria. O gabinete do primeiro-ministro e o Ministério das Relações Exteriores estavam gastando um tempo considerável discutindo o possível plano de Macron, segundo os relatórios da TV.

Comentários

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here