Brasil

PT se preocupa com Segurança em viagem ao sul

PT pede reforço Estadual e Federal para segurança de Lula e Dilma no Sul

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse nesta terça-feira (20) em Santa Maria (RS) que pediu a autoridades federais e gaúchas reforço para a segurança da viagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo estado, que vai até sexta (23). A ex-presidente Dilma Rousseff também participa do roteiro, que em seus dois primeiros dias foi marcado pela tensão entre manifestantes favoráveis e contrários a Lula.

Apesar disso, a senadora declarou que o partido teme que, por causa do “clima que está sendo criado”, o esquema de segurança não seja suficiente “para garantir a integridade física de dois ex-presidentes.”

“É muito grave isso, não faz parte do jogo democrático”, afirmou.

A senadora disse ainda que Jungmann informou o líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (PT-PR), que já estava tomando providências sobre a denúncia do partido e que falaria com o governador gaúcho, José Ivo Sartori (MDB).

Segundo Gleisi, a caravana “pacífica e democrática” de Lula, que vai passar também por Santa Catarina e Paraná, tem sido ameaçada e agredida por “milícias armadas de extrema-direita”.

“Não são manifestações políticas divergentes, o que seria normal na ordem democrática. São manifestações de violência e de enfrentamento”, afirmou a senadora.

O PT divulgou uma foto de duas caixas de morteiros apreendidas pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar que fazia a escolta da caravana em Santa Maria.

Segundo a Brigada Militar, os responsáveis eram militantes contrários a Lula, estavam em um carro particular e foram levados à delegacia local.

O coordenador da caravana, Márcio Macedo, disse que a viagem vai continuar normalmente.

“Ela vai continuar e nós estamos colocando, e responsabilizando, que a segurança do presidente Lula e da presidenta Dilma é obrigação do governo do Rio Grande do Sul e do governo federal”, afirmou Macedo.

 

QUESTIONE-SE

 

Renato Barros

Me chamo Renato Barros, sou o criador do canal Questione-se no YouTube. Descobri uma grande paixão após os 25 anos de idade, essa paixão eu coloco dentro de apenas uma palavra, informar. Quero sempre trazer a verdade, principalmente a verdade suprimida, aquela que ninguém quer que você saiba. O site questione-se.com é a extensão do canal Questione-se, obrigado por fazer parte.

Artigos relacionados

Close

Adblock detectado

Por favor considere nos ajudar desativando o seu Adblock
%d blogueiros gostam disto: