Notícias de Israel

Kuwait exige força da ONU para ‘proteger’ os moradores de Gaza de Israel

O Kuwait pediu ao Conselho de Segurança da ONU que “garanta a segurança e a proteção da população civil palestina” e considere a implementação de “uma missão de proteção internacional”, informou a AP na sexta-feira. O Kuwait é um membro atual do UNSC.

A minuta circulada pelo Kuwait exige que Israel “cesse imediatamente suas represálias militares, punição coletiva e uso ilegal de força contra civis, inclusive na Faixa de Gaza”.

A resolução não tem chance de passar enquanto os Estados Unidos continuam sendo defensores leais do direito de Israel de se defender contra os infiltrados da Faixa de Gaza, de modo que, se a resolução for posta em votação, ela será vetada. No entanto, seria interessante ver quantos membros, permanentes ou não, apoiariam a ideia.

A última vez que uma força internacional da ONU foi posicionada entre Israel e a Faixa de Gaza foi em maio de 1967, e fez as malas e partiu assim que o presidente egípcio, Gamal Abdel Nasser, ordenou que ela se espalhasse.

Este seria um momento tão bom quanto qualquer outro para lembrar os leitores do “êxodo palestino do Kuwait” de 1990-91, durante e após a Guerra do Golfo. Havia 400 mil “palestinos” vivendo no Kuwait antes da Guerra do Golfo. Durante a ocupação iraquiana do Kuwait, 200 mil deles deixaram o Kuwait por medo de perseguição, escassez de alimentos, falta de assistência médica, falta de recursos financeiros e medo de serem presos e maltratados em bloqueios de estradas pelos invasores iraquianos.

Entra no líder da OLP Yasser Arafat, que escolheu o cavalo errado no conflito do Golf, abraçando Saddam Hussein. Assim, depois da guerra, quase 200.000 “palestinos” foram expulsos do Kuwait pela família real que os restituiu, o que restringiu severamente seu direito à residência e os sujeitou ao abuso das forças de segurança do Kuwait. Em 2004, Mahmoud Abbas pediu desculpas oficialmente pelo apoio da OLP à invasão do Iraque em 1991. Em 2012, a embaixada oficial da OLP no Kuwait foi reaberta, e estima-se que 80.000 “palestinos” vivem hoje no Kuwait.

[breakingisraelnews]
Tags

Renato Barros

Me chamo Renato Barros, sou o criador do canal Questione-se no YouTube. Descobri uma grande paixão após os 25 anos de idade, essa paixão eu coloco dentro de apenas uma palavra, informar. Quero sempre trazer a verdade, principalmente a verdade suprimida, aquela que ninguém quer que você saiba. O site questione-se.com é a extensão do canal Questione-se, obrigado por fazer parte.

Artigos relacionados

Close

Adblock detectado

Por favor considere nos ajudar desativando o seu Adblock
%d blogueiros gostam disto: