Mundo

Irã: os EUA só entendem a ‘linguagem da força’

O presidente do parlamento iraniano, Ali Larijani, assegurou que os EUA negligenciaram suas obrigações no âmbito do acordo nuclear e agora só entendem a “linguagem da força”.

“Os Estados Unidos não agiram de acordo com suas obrigações, há desconfiança na arena internacional, que também é compartilhada pelos europeus. Parece que não haver outra saída. Com os EUA se deve falar na linguagem da força”, afirmou Larijani em entrevista à agência IRNA.

O mundo aguarda desde o início do mês a decisão de Washington sobre sua permanência ou retirada do acordo nuclear com Teerã. O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu anunciar a posição do seu país até o dia 12 de maio.
O Irã e o Grupo 5 + 1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) assinaram o Plano de Ação Conjunta (JCPOA), que estabelece limitações ao programa nuclear de Teerã de modo a a excluir sua possível dimensão militar, em troca do cancelamento das sanções internacionais contra o país.

Em janeiro de 2016, depois da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) ter confirmado o cumprimento pelo Irã das disposições do acordo, os EUA cancelaram algumas sanções impostas à república islâmica, mas mantiveram outras restrições em vigor, não relacionadas ao programa nuclear.

Já em janeiro passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçou deixar o JCPOA “se os países europeus não corrigirem os terríveis defeitos deste acordo”.

Tags

Renato Barros

Me chamo Renato Barros, sou o criador do canal Questione-se no YouTube. Descobri uma grande paixão após os 25 anos de idade, essa paixão eu coloco dentro de apenas uma palavra, informar. Quero sempre trazer a verdade, principalmente a verdade suprimida, aquela que ninguém quer que você saiba. O site questione-se.com é a extensão do canal Questione-se, obrigado por fazer parte.

Artigos relacionados

Close

Adblock detectado

Por favor considere nos ajudar desativando o seu Adblock
%d blogueiros gostam disto: