Notícias de Israel

IDF diz que frustrou 8 pistoleiros do Hamas tentando romper cerca segunda-feira

Militares dizem que agentes terroristas lançaram granadas, abriram fogo contra soldados da unidade de elite de Maglan, que atiraram de volta.

Tropas israelenses evitaram uma incursão em território israelense por uma célula de oito militantes armados do Hamas no norte da Faixa de Gaza durante os confrontos na fronteira desta segunda-feira, informou o Exército na terça-feira.

Todos os oito supostos terroristas foram mortos na batalha com soldados da unidade de elite de Maglan, das Forças de Defesa de Israel, disseram os militares.

Na segunda-feira, cerca de 40 mil palestinos participaram de violentos tumultos ao longo da cerca de segurança de Gaza. Até terça-feira, 60 palestinos foram mortos nos confrontos do Ministério da Saúde de Gaza, dirigido pelo Hamas, e outros 2.771 ficaram feridos em graus variados.

Na terça-feira, as Forças de Defesa de Israel disseram que, no total, pelo menos 24 pessoas mortas pelas tropas israelenses na segunda-feira foram posteriormente identificadas como membros conhecidos de organizações terroristas.

“A maioria das pessoas mortas pertencia ao grupo terrorista Hamas, e algumas à Jihad Islâmica Palestina”, disse o Exército, citando as conclusões de uma investigação conjunta com o serviço de segurança do Shin Bet.

As forças armadas israelenses sustentam que a manifestação de segunda-feira, e as que a precederam, não foi uma revolta popular, mas sim uma operação militar liderada pelo Hamas para realizar ataques a soldados israelenses e civis potencialmente israelenses sob a cobertura de protestos inocentes.

O exército apontou para os confrontos entre as forças de Maglan e oito agentes do Hamas como prova disso.

Segundo o IDF, nas primeiras horas da tarde de segunda-feira, os militares “receberam informações sobre os preparativos dos membros do Hamas para atravessar a cerca de segurança” no norte da Faixa de Gaza.

Uma granada de mão encontrada na posse de oito supostos terroristas do Hamas que, segundo o exército, abriram fogo contra as tropas israelenses no norte da Faixa de Gaza em 14 de maio de 2018. (Israel Defense Forces)
Uma equipe da Maglan, uma unidade de forças especiais treinada em operar por trás das linhas inimigas, foi enviada para a cena pouco depois das 13h, de acordo com o exército.

“Lá, oito terroristas armados começaram a atirar bombas e granadas contra as tropas e a cerca”, disse o Exército.

Imagens de vigilância do confronto mostram os supostos terroristas escondidos atrás de uma pilha de pneus em chamas. Enquanto os jipes do exército param, pelo menos seis explosivos são vistos sendo atirados para a fronteira.

“Para afastá-los da cerca, as tropas usaram meios de dispersão de tumultos. Em resposta, os agentes terroristas do Hamas abriram fogo contra eles ”, disse o Exército em um comunicado.

Tags

Renato Barros

Me chamo Renato Barros, sou o criador do canal Questione-se no YouTube. Descobri uma grande paixão após os 25 anos de idade, essa paixão eu coloco dentro de apenas uma palavra, informar. Quero sempre trazer a verdade, principalmente a verdade suprimida, aquela que ninguém quer que você saiba. O site questione-se.com é a extensão do canal Questione-se, obrigado por fazer parte.

Artigos relacionados

Close

Adblock detectado

Por favor considere nos ajudar desativando o seu Adblock
%d blogueiros gostam disto: